terça-feira, 30 de junho de 2009

Quando você voltar

Terei comido várias barras de chocolate sem engordar, porque sem você nada além delas me desce e a fome não vem porque já sabe, coitada, que não pode ser saciada.
Terei feito o trajeto casa-trabalho 10 vezes e uma mini-viagem para treinamento sem reclamar nada porque já que você não pode me ouvir eu esqueço de ser ranzinza.
Terei tomado o café que cabe à nós doi porque não sei mais preparar apenas uma xícara e continuo com dó de jogar fora a bebida.
Quando você voltar vou te contar que te vi num sonho, e no próprio sonho você era só um sonho e eu não cansava de repetir o quanto tudo era real, e sentia teu cheiro, teus pés em minhas pernas e tua mão atrás da minha cabeça.
E vou te encher de beijos, daqueles que deixam a boca vermelha, e não vou te deixar passar da cozinha porque não terei paciencia pra esperar o próximo cômodo.
Quando você chegar vou estar no mesmo lugar, esperando tua voz e teu olhar de perto, e quando a gente estiver enroscado vou suplicar-lhe que não me deixe nem mais uma vez porque nada daquilo que eu fazia sozinha faz sentido agora.

5 comentários:

Gabriela Castro disse...

Que linda declaração! É interessante como passamos a ver as coisas com outros olhos quando estamos com saudade.
Adorei o texto!
beijos

Hosana Lemos disse...

Caramba, ficou lindo... isso é que eu chamo de demonstração de afeito!
*-*
Muuuito lindo, adorei.

Nati disse...

Ahhhhh coração ... amei seu blog lindo!!!
prazer nati :)

João disse...

"E quando vc voltar, tranque o portão, feche as janelas, apague a luz e saiba q eu te amo"
Pq só quando somos dois podemos fazer as coisas normais, como normalmente são.

Sofia disse...

É, é na presença da ausência que sentimos a importância do que se perdeu, é que sentimos como éramos felizes, é que temos dimensão dessa felicidade;
A saudade, um sentimento indispensável para que a vida valha a pena, mas um dos mais difíceis de enfrentar também.
beeeijo