terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Bagagem

Hoje você volta,
Me trazendo com você.

Quando você chega,
Eu volto também.

1 comentário:

Gabriela Cavalcanti disse...

Próprio dos suspiros saudosos e dos amores à distância -como o meu. Os versinhos pérfuro-percucientes retomam partidas infindáveis, infinitas, como não houvesse nada mais doce que a lágrima salgadinha da despedida.
Saudações sertânicas.